fbpx

Checklist para alugar imóveis: confira 7 pontos essenciais

Checklist para alugar imóveis: confira 7 pontos essenciais

Se você está à procura de um novo lugar para morar, certamente, já tem em mente alguns fatores que precisa levar em consideração na hora da decisão. No entanto, alguns detalhes podem ser esquecidos. Isso pode acontecer devido à pressa para se mudar, à falta de experiência nesse tipo de negociação, ou, até mesmo, em razão de desatenção, visto que é necessário analisar uma série de questões.

Para ajudar você a escolher o lugar ideal, separamos os principais pontos a serem analisados. Assim, você poderá elaborar um checklist para alugar imóveis e evitará arrependimentos e problemas na locação. Continue a leitura!

1. Localização

Faça uma lista com as regiões onde você gostaria de morar. Além de agradável, o bairro deve ser adequado ao seu estilo de vida e atender às suas necessidades. Para isso, cruze informações importantes, como proximidade com o seu local de trabalho e outros lugares que costuma frequentar, comodidade, infraestrutura e boa qualidade dos serviços oferecidos.

Pesquise sobre o bairro e observe se conta com um comércio diversificado, áreas de lazer, centros culturais e acesso fácil a outras regiões. Lembre-se de que a localização do imóvel é um aspecto que impacta diretamente a sua rotina e, por isso, deve ser muito bem escolhida.

2. Estrutura

Ainda pensando em seu estilo de vida, defina a estrutura ideal do imóvel que você deseja — casa ou apartamento, quantidade e disposição de cômodos, varanda, vaga na garagem, entre outros. Também observe o tamanho dos ambientes e verifique se eles comportarão seus móveis de maneira que fique confortável para você morar.

A estrutura do condomínio também deve ser levada em consideração — portaria, elevadores, áreas de lazer, academia, salão de festas e demais pontos que componham a unidade.

Ao visitar o imóvel no qual você está interessado, não tenha pressa e analise com atenção as condições gerais da residência, como instalações elétricas e hidráulicas, pintura, piso, fechaduras e portas.

3. Segurança

Além de uma boa localização e da comodidade, é fundamental se sentir seguro no local onde se vive. Desse modo, pesquise sobre a segurança no bairro, o índice de criminalidade e a proximidade a áreas perigosas. Ainda, analise as condições de segurança da casa, verificando se há muros altos ou um portão eletrônico. Ou, se for o caso, a segurança do condomínio.

Os sistemas mais modernos incluem tecnologia de ponta, que oferece acesso por meio de senha, biometria ou cartão magnético; câmeras de vigilância; sensores de movimento; portões eletrônicos; cercas elétricas e outros equipamentos que garantem a proteção dos moradores e de seus patrimônios.

4. Documentos

A parte burocrática de um processo de locação pode ser bastante complicada para quem não está acostumado com esse tipo de negociação. São vários os documentos requisitados para a aprovação do inquilino e para a elaboração do contrato.

Qualquer problema na documentação pode atrasar ou, até mesmo, inviabilizar o negócio. Então, solicite, junto à imobiliária, uma lista dos documentos necessários e providencie todos o mais breve possível.

No caso de o inquilino ser pessoa física, geralmente, são pedidos os seguintes documentos para locação:

  • cópia de documentos pessoais (CPF e RG);
  • comprovante de rendimentos igual ou superior a três vezes o valor do aluguel líquido;
  • ficha cadastral fornecida pela imobiliária devidamente preenchida.

Também é preciso saber qual a garantia locatícia exigida e quais documentos referentes a ela são solicitados.

5. Contrato

Leia e releia com muita atenção o contrato de locação. Nesse documento, estão todos os detalhes a respeito da negociação. Então, observe se estão corretos:

  • as qualificações das partes, isto é, tanto do locador quanto do locatário;
  • a destinação do imóvel (residencial ou comercial);
  • a vigência do contrato;
  • o termo de vistoria;
  • o valor do aluguel;
  • a data de vencimento do aluguel e possíveis multas e juros aplicáveis em caso de atraso no pagamento;
  • o índice de reajuste que será aplicado a cada 12 meses;
  • a garantia locatícia, se está conforme o combinado;
  • as multas por descumprimento do contrato;
  • as assinaturas;
  • a descrição das negociações que ocorreram durantes as tratativas.

6. Direitos e deveres

Para evitar conflitos entre proprietário e inquilino, é fundamental conhecer a Lei do Inquilinato, que versa sobre as obrigações e os direitos de cada parte do processo de locação. Por entender que se trata de uma negociação que envolve um bem de alto valor financeiro e patrimonial, é fundamental que ambas as partes estejam cercadas de garantias.

Além disso, é preciso conhecer também as normas do Regimento Interno do condomínio. Nesse documento, estão as regras de assuntos cotidianos e que devem ser seguidas por todos os moradores a fim de ter uma convivência harmoniosa.

Alguns locais têm regras mais rígidas com relação a outros. Portanto, antes de se decidir sobre um determinado imóvel, converse com o síndico, procure entender quais são as normas e analise se elas se encaixam com o que você procura e necessita.

7. Taxas

Além do aluguel, pode ser que outras taxas fiquem a cargo do locatário. Sendo assim, saiba exatamente quais são elas para evitar surpresas desagradáveis. Normalmente, além do valor mensal de locação, há o pagamento da taxa de condomínio e a quitação anual do condomínio, IPTU e, se houver, foro e taxa de incêndio.

Entretanto, nada impede que haja a cobrança de outras taxas além das mencionadas. Isso deve ser questionado à imobiliária, à administradora ou ao proprietário do imóvel. Essa questão deve estar bastante clara para que você tome a decisão correta e evite o compromisso de arcar com despesas que não esperava.

O ideal é contar com uma imobiliária experiente e de confiança para intermediar a locação. Além de ter mais agilidade no processo, você saberá que está fechando um negócio com segurança e terá todo o suporte necessário caso precise.

Outro ponto importante a ser observado com relação às taxas é se há pendência de alguma delas. Certifique-se de que todas estão devidamente quitadas antes de fechar o contrato.

Saber exatamente o que observar na hora de escolher um imóvel para locação evita que você faça negociações das quais se arrependerá e que gerarão prejuízos. Da mesma maneira, ajuda você a não sofrer fraudes. Por isso, não deixe de observar nenhum dos pontos apresentados neste checklist para alugar imóveis com segurança.

Para ter ainda mais tranquilidade na locação, aproveite a visita ao blog e leia nosso artigo para saber quais são os principais conflitos entre inquilino e proprietário e saiba como resolvê-los ou evitá-los!

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *